domingo, 7 de junho de 2009

Review GP da Turquia.


Boas Pessoal.

Mais um GP de F-1, mais um review desse humilde blogueiro.



E que corrida chata foi essa da Turquia... Pouca disputa por posições durante toda a corrida, quase dormi durante a transmissão.

Mais uma vez Button ganhou, a sexta vitória em 2009 em sete corridas, desempenho impecável do inglês. Podem colocar “Jenson Button” no troféu de campeão de 2009, essa o inglês não perde mais. Outro título que está cada vez mais garantido é o de construtores, em favor da Brawn GP.
Agora me digam, quem em Janeiro desse ano apostaria que teríamos esse domínio avassalador da equipe de Ross Brawn, que suergiu dos espólios da finada equipe Honda? Totalmente surpreendente.


Rambochello mais uma vez deixou a desejar. Teve problemas na largada, caindo de terceiro, lá para o fundo do pelotão. Teve muita dificuldade em ultrapassar Kovalainen e Sutil. Aliás Barrichello parecia bastante afoito em concluir as ultrapassagens, em uma delas acabou rodando, depois perdeu a sétima marcha de seu carro e por fim abandonou a corrida, não sem antes tomar uma volta de...Button. Nem em seus tempos de Ferrari Barrichello está tão segundo piloto como nesse ano. E não que Button seja melhor que Schumacher, na verdade o que acontece e que Rubens já não tem a mesma velocidade de outros tempos, isso só mostra que está chegando sua hora de deixar as pistas.

A Red Bull foi a segunda força da corrida Mark Webber terminou em segundo e Vettel em terceiro.

Para os que achavam que Vettel iria aposentar rapidamente Webber, o australiano deu a resposta chegando a frente, e provando assim que ainda tem muita lenha para queimar, mesmo quando confrontado pela estrela em ascensão Vettel. Quem sabe Webber não possa ministrar cursos de motivação e velocidade à Barrichello?


Trulli salvou a reputação da inconstante Toyota nesse GP, chegando em quinto, Glock fechou a corrida em oitavo, somando mais um pontinho, nada mal depois do pesadelo de Mônaco.



Nico Rosberg da Williams fechou a corrida em quinto, sua melhor colocação até agora no campeonato, aliás o alemão filho do Sr. Keijo, marcou pontos nas três últimas corridas, e esse bom desempenho fez surgir até boatos de que a McLaren Mercedes estaria em contato para contratá-lo. Já Nakajima Jr. não tem jeito mesmo, mais uma vez: A F1 é coisa de mais para ele.



A Ferrari deu provas, que o prognóstico desse humilde blogueiro feito no Review do GP de Mônaco estava certo. O desempenho de Ferrari no Principado se deu mais pelas características peculares de acerto do que por uma evolução propriamente dita do F-248. Na Turquia as coisas voltaram a piorar. Massa que sempre foi um dos melhores na pista de Istambul, fez uma corrida apagada hoje, chegando em sexto. Raikkonen chegou em nono não marcando ponto algum.
Se eu estivesse no comando do time de Maranello, tendo em vista a grande vantagem de Button e Brawn GP no campeonato. Esquecia esse campeonato e já começava a pensar em 2010.



Boa surpresa foi a BMW, a equipe da Baviera que vinha amargando péssimos resultados até então marcou dois pontinhos com o sétimo lugar de Kubica, o polonês aliás estreiou nos pontos, pois estava zerado até o sétimo lugar conquistado hoje. O novo pacote nos carros BMW não é o suficiente para que Kubica e Heidfeld possam brigar por vitórias, mas pelo menos parece ser suficiente para entrarem na zona de pontuação.



Alonso em compensação fechou em décimo a corrida, não marcou pontos, e mais uma vez tornou pública sua insatisfação com a Renault. Apostaria meu dinheiro que o asturiano deixa a equipe francesa ao fim dessa temporada. Por falar em deixar a equipe francesa, Piquet Jr. mais uma vez não marcou pontos e continua zerado em 2009. Pelo menos Piquet Jr. conseguiu realizar uma bela ultrapassagem sobre Hamilton no comando de uma limitada McLaren. Até onde me lembro essa ultrapassagem de Piquet Jr. sobre Hamilton é até agora o único lance digno de menção realizado pelo piloto brasileiro até o momento na temporada 2009. Se continuar assim, Piquet não chega até o fim desse ano na Renault.


A McLaren, consegue ser pior do que a Ferrari em 2009. O carro possui problemas aerodinâmicos que parecem insolúveis. Esses problemas ficaram claros durante a transmissão do GP Turco. Durante imagens on board do carro de Hamilton, dava para se perceber o quão lento era o carro da McLaren em curvas de alta velocidade, o carro que ia a frente abria muita vantagem após as curvas de alta. Kovalainen também não chegou aos pontos. E assim a McLaren sai zerada em pontos do GP da Turquia. Cabe aqui o mesmo conselho dado à Ferrari por esse humilde blogueiro, esqueçam 2009, e começem a trabalhar já para 2010.

Buemi em décimo quinto e Bourdais em décimo oitavo, a Toro Rosso, após um ótimo 2008, vem lembrando o desempenho da Minardi em 2009, equipe que deu origem a mesma. Os dois Batiões, ao contrário de Vettel, são bem limitados. Buemi é fraco, porém Bourdais consegue ser pior ainda, apesar de ter mais experiência na F-1 do que o feioso Buemi.


Bom da Force India, prefiro nem comentar nada...



Graças a corrida chata e ao meu sono, dessa vez não peguei nenhuma besteira dita pelo segundo narrador de todos os esportes da Globo, Cléber Machado (graças à Deus o Galvão deu uma trégua). Mas com certeza deve ter falado algumas galhofas durante a transmissão. Quem percebeu as galhofas, comente aqui.

Bom é isso

Até o próximo Review.

6 comentários:

L.O. disse...

Sobre Button repito meu comentário do GP de Mônaco: a dúvida é entre Kaol ou Silvo pra polir a taça...

De fato foi sonífero este GP; não rolaram sequer "Galhofas do Clebinho" para manter o sono longe... Desculpe, mas se rolaram, estava dormindo e não ouvi...

Belo review Carlo!

Claudio disse...

Fala aí CaRRRRRRRlos ! Eu acho que vc pegou leve demais com o Rubinho. Quem sabe não chegou a hora dele de ir para Stock!!!!hehehe.
Parabéns pelo blog!!!

Bruno Santos disse...

A corrida foi bem pior que todos pensavam, infelizmente. Button contou com sua competência costumeira e muita sorte, com as falhas de Barrichello e Vettel.

O inglês já colocou a mão na taça. O carro da Brawn é verdadeiramente muito superior aos outros.

Rubinho teve muitos problemas e sem velocidade em retas, o jeito foi tentar em lugares complicados para ultrapassar. Se tudo corre bem no carro de Button, o de Barrichello sofre todos os problemas.

Numa temporada que prometia emoção, tive que me contentar com a ultrapassagem de Nelsinho para cima do Hamilton.

Cléber tem uma tática muito boa na transmissão de Fórmula 1 - Reginaldo e o Burti ficam bem mais participativos na corrida.

Abraço

Luis Gozzani disse...

Eu tenho algumas dúvidas sobre as declarações do Rubinho, a primeira foi feita pelo rádio e se referia a perda da 7 marcha, logo após a declaração mostraram um on-board ao vivo que mostrava as 7 marchas entrando, no mínimo estranho, o que me pareceu foi uma bela desculpa pela falta de top speed gerada pelo setup com muita asa adotado pelo SR Rubinho....
A segunda foi a quebra justo no momento em que ia tomar volta do seu companheiro de equipe.
Com relação a largada vou acreditar na posição do Sr Rubinho, é mais fácil acreditar em problema com a embreagem do que imaginar que ele errou na hora de soltar um botão, afinal é isso em que se resume uma largada hoje.....

Aurélio disse...

Relaxem, o narrador de futebol da série "f" estava afinado mas levou um tempinho pra esquentar. Antes da décima volta (não me lembro qual), o animal, ao ver o rubinho atrás do Hamilton, disse: "O Button já tem retardatários pela frente!". A emisora precisa de um narrador de automobilismo urgente e não narradores de futebol adaptados.

Blog do Malfitani disse...

Fala L.O.!

Valeu!

Claudinho, em vista da performance do Barrichello acho que seu tempo de vida na F-1 acabou, agora correr de Stock é fogo... Podia ir para a DTM ou então ir correr de GT na Europa. Até para aumentar a visibilidade dessas ótimas categorias em terras tupiniquins, afinal se tiver um brasileirinho contra todo esse mundão correndo a TV aberta televisiona.

Bruno, é uma honra tê-lo como leitor, seu blog F1 Database é referência a todo e qualquer amante de F1! Grande Abraço.

Gozzani, o Barrichello esplicou depois que seu carro estava com a sétima marcha curta demais, e que ela cortava segundos antes do término da maior reta do circuito. Isso se deve à regra de que a transmissão deve durar 4 corridas seguidas e durante essas 4 corridas não se pode mudar o gear set, acredito por isso que devido a corrida anterior ter sido mônaco, o gear set se encontrava o mais curto possível. Porém Button estava com um gear set muito parecido com o de Barrichello, uma vez que no speed trap Button foi somente meio km/h mais veloz que Barrichello. A diferença é que Button vai lá e adapta a tocada ao carro, enquanto Barrichello fica chorando...

Grande Aurélio, é realmente não podia faltar uma Galhofa dos fracos narradores da RG!

Obrigado a todos!

Grande Abraço.